• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Oficina debate

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Cincia na Pele: muita gua e aprendizado

"Neste modelo de aula, o aluno, após entender os conceitos físicos presentes nas atrações, vivencia na pele tais conceitos, de modo que ele se torne protagonista de seu aprendizado, juntamente ao professor. Todo esse processo resulta em uma aprendizagem muito mais efetiva e instigante para o aluno, que passa a ter muito mais interesse e paixão pela ciência e pelo estudo!"

Gabriel Gamberini, professor de Física, deu a letra: nossos alunos dos 9º anos do Fund, II e 1ª e 2ª séries do EM aprenderam a Física na prática no Ciência na Pele e brincaram muito nas atrações Wet'n Wild. "A aula foi inteiramente baseada nas principais atrações do parque, focando principalmente nas impressionantes velocidades alcançadas em cada brinquedo."

"Foi uma experiência única, visto que foi a primeira vez que dei aula para 500 pessoas, e pude sentir na pele o entusiasmo e empolgação dos alunos. Todos esses sentimentos serviram como combustível para uma aula dinâmica, entretida e interessante, o que muitas vezes não é fácil de se obter em sala de aula tradicional. Pode-se dizer que a magia do parque se misturou com a aula!"

Gabriel falou também sobre a importância de promover aulas dinâmicas e diferentes, como essa. "As principais preocupações da pedagogia hoje são o uso de metodologias ativas para a aprendizagem, isso é, sair um pouco do modelo de aula tradicional em que o professor atua como transmissor de conhecimento e o aluno apenas como receptor."

É ou não é muito mais divertido aprender Física dessa forma?


"Neste modelo de aula, o aluno, após entender os conceitos físicos presentes nas atrações, vivencia na pele tais conceitos, de modo que ele se torne protagonista de seu aprendizado, juntamente ao professor. Todo esse processo resulta em uma aprendizagem muito mais efetiva e instigante para o aluno, que passa a ter muito mais interesse e paixão pela ciência e pelo estudo!"


Gabriel Gamberini, professor de Física, deu a letra: nossos alunos dos 9º anos do Fund, II e 1ª e 2ª séries do EM aprenderam a Física na prática no Ciência na Pele e brincaram muito nas atrações Wet'n Wild. "A aula foi inteiramente baseada nas principais atrações do parque, focando principalmente nas impressionantes velocidades alcançadas em cada brinquedo."


"Foi uma experiência única, visto que foi a primeira vez que dei aula para 500 pessoas, e pude sentir na pele o entusiasmo e empolgação dos alunos. Todos esses sentimentos serviram como combustível para uma aula dinâmica, entretida e interessante, o que muitas vezes não é fácil de se obter em sala de aula tradicional. Pode-se dizer que a magia do parque se misturou com a aula!"

Gabriel falou também sobre a importância de promover aulas dinâmicas e diferentes, como essa. "As principais preocupações da pedagogia hoje são o uso de metodologias ativas para a aprendizagem, isso é, sair um pouco do modelo de aula tradicional em que o professor atua como transmissor de conhecimento e o aluno apenas como receptor."

É ou não é muito mais divertido aprender Física dessa forma?