• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

oficina anti stress

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Gincana Oficina Fundamental I

Os pequenos da Unidade Taquaral, do Colégio Oficina do Estudante, se divertiram a valer durante a 1ª Gincana do Fund I.

O evento foi realizado em comemoração à Semana da Criança.  

Entre as atividades, corrida para estourar bexigas, prova de velocidade, estafeta, corrida de saco, torta na cara, vassoball, dança das cadeiras e jogo da cesta.

Teve ainda jogo da velha, montagem de carrinho, corrida três pernas, maçã equilibrada na testa, cabo de guerra, the voice, soletrando em inglês, estouro de bexigas com macacão e prova do brigadeiro.

“A gincana é uma excelente oportunidade de unirmos os alunos de diferentes anos para que eles possam trabalhar em equipe e trazer à tona diferentes potenciais”, afirma a coordenadora Eliane Soares.  

“Assim o espírito competitivo se equilibra ao colaborativo, fazendo com que crianças reconheçam diferentes habilidades em seus colegas e as transformem em potencial de participação efetiva nas mais diferentes provas”, acrescenta a especialista.


Os pequenos da Unidade Taquaral, do Colégio Oficina do Estudante, se divertiram a valer durante a 1ª Gincana do Fund I.

O evento foi realizado em comemoração à Semana da Criança.  

Entre as atividades, corrida para estourar bexigas, prova de velocidade, estafeta, corrida de saco, torta na cara, vassoball, dança das cadeiras e jogo da cesta.

Teve ainda jogo da velha, montagem de carrinho, corrida três pernas, maçã equilibrada na testa, cabo de guerra, the voice, soletrando em inglês, estouro de bexigas com macacão e prova do brigadeiro.


“A gincana é uma excelente oportunidade de unirmos os alunos de diferentes anos para que eles possam trabalhar em equipe e trazer à tona diferentes potenciais”, afirma a coordenadora Eliane Soares.  

“Assim o espírito competitivo se equilibra ao colaborativo, fazendo com que crianças reconheçam diferentes habilidades em seus colegas e as transformem em potencial de participação efetiva nas mais diferentes provas”, acrescenta a especialista.