• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Bixo Aprovado

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

DAVI RAIOL TOPA - ENGENHARIA DE ALIMENTOS | UNICAMP E UFLA


A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) tem um novo aluno: Davi Raiol Topa, do curso pr-vestibular, que ir cursar Engenharia de Alimentos, a partir deste ano. Ele conciliou Ensino Mdio e cursinho no ano passado e, com 17 anos, alm da Unicamp, foi aprovado, no mesmo curso, na Universidade Federal de Lavras (UFLA) em 2 lugar. Todo o sucesso do mundo, Davi! Confira o bate-papo sobre a aprovao dele:



Oficina: O que o motivou a fazer curso pr-vestibular e Ensino Mdio juntos? Conte sobre a sua rotina e como foi o seu ano de estudos.

Aluno: Fiz o cursinho simultaneamente com o ltimo ano do Ensino Mdio. Uma das grandes razes para optar por fazer o cursinho pr-vestibular foi encontrar um mtodo de revisar os contedos de maneira eficiente, facilitando o aprendizado e a aplicao deles durante os vestibulares. Tambm aproveitava para reforar os contedos da escola.

Eu estudava em perodo integral, das 07h30 s 18h15 na maior parte dos dias, o que criava uma dificuldade em relao aos focos no vestibular. Assim, direcionava minha energia nas disciplinas que eu tinha mais dificuldade e que contavam maior pontuao no vestibular para o meu curso: Matemtica e Fsica. Algumas vezes acompanhava as aulas ao vivo, mas a maior parte ficava acumulada para os finais de semana. Aos sbados e domingos focava em fazer exerccios e simulados, bem como praticar a escrita. Aps os resultados desses simulados, fazia um diagnstico para focar, na prxima semana, nas questes e, indiretamente, nos contedos que errei ou tive dificuldade.

Oficina: Qual foi a sua sensao ao ver seu nome na lista de aprovados?

Aluno: Quando a Unicamp criou o post no Instagram para divulgar o adiantamento da lista de aprovados, fiquei em xtase. Ao mesmo tempo, tambm fiquei ansioso e receoso de abrir a lista de aprovados. Ao pesquisar meu nome na lista, fiquei mais nervoso ainda porque no o tinha encontrado, devido rapidez com que li a pgina. Mais calmo, li a lista novamente e, ao ler meu nome, comecei a pular dentro do meu quarto. Fiquei muito feliz e corri para ligar para meus pais, minha irm, e enviar mensagem para os outros membros da minha famlia! Sem dvidas, uma das melhores sensaes que j senti na vida, algo gratificante, como se tivesse uma vozinha dentro da sua cabea te falando Misso cumprida!

Oficina: Voc j escolheu onde vai estudar? Por que escolheu essa universidade? Por que a escolha pelo curso de Engenharia de Alimentos?

Aluno: Sim, vou estudar na Unicamp. Alm da proximidade, escolhi devido sua grande posio no cenrio nacional e internacional do desenvolvimento de pesquisa e cincia, duas das reas pelas quais eu me interesso bastante. Alm do mais, j tinha contato com a Unicamp pois estudava no Colgio Tcnico de Campinas (Cotuca) e j conhecia a universidade, pois tnhamos algumas aulas l.

Gosto bastante da rea de Qumica, especialmente nos espectros da Bioqumica e dos Bioprocessos. Assim, a Engenharia de Alimentos surgiu como um pilar para que eu contribusse, futuramente, com pesquisas e produo cientfica em reas de meu interesse. O fato de eu ter feito Tcnico em Alimentos no Cotuca tambm contribuiu bastante para minha deciso, pois j tinha uma noo sobre as abordagens dessa rea.

Oficina: Como os professores da Oficina ajudaram voc a conquistar a vaga? Tem algum professor que voc queira destacar na sua jornada de Oficina? Se sim, conte quem , o motivo ou algo que ele tenha falado e marcado voc.

Aluno: Uma das grandes contribuies que os professores deram foi o enfoque na organizao e administrao do tempo necessrio para entender as questes, bem como os mtodos para resolv-las utilizando menor tempo. Ademais, eles tambm permitiram que eu entendesse o modo como os contedos so cobrados no vestibular, alm de sempre incentivarem, quando eu errava alguma questo, o aprimoramento desse assunto em especfico.

Durante minha jornada na Oficina, tive a oportunidade de aprender com todos os professores incrveis, cada um com seus mtodos nicos. No entanto, a professora Aline Marcelino Biondo, de Biologia - a qual eu j conhecia, pois me dava aulas desde o segundo ano do ensino mdio no Cotuca - foi uma inspirao que se destacou. Ela tem uma maneira de explicar os contedos mais complexos de forma simples e divertida, tornando o aprendizado menos massante e mais empolgante. Ela no se limitava somente ao contedo programtico. Contava experincias prprias e histrias que serviam para descontrair ao mesmo tempo em que tambm tinham conexo com o contedo. Sou muito grato por ter tido esse contato com ela. Sem dvidas, ela foi uma das minhas inspiraes para ser a pessoa que sou hoje.

Oficina: Qual dica / quais dicas voc pode dar para quem tem o objetivo de passar numa universidade pblica?

Aluno: Acredito que a grande frase : Persista, no desista. Sei que a jornada difcil, e que muitas vezes nos sentimos desanimados, mas ns temos que tentar. Acredito que a maior base de apoio que um vestibulando pode ter so as pessoas importantes ao seu redor, sejam familiares, amigos, vizinhos, algum com quem possam contar, conversar, relaxar, se divertir ou desabafar. Todo o esforo, no final, vale a pena. E, mesmo que a aprovao no venha, no podemos desistir do nosso objetivo.