• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Tira Dúvidas

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Diferença entre língua e linguagem

02 de Abril de 2019

Por Katyucha de Oliveira
Brasil Escola 

Você sabe qual é a diferença entre língua e linguagem? Pois bem, esse é o assunto do nosso texto de hoje. Vamos lá?

A linguagem é o mecanismo que utilizamos para transmitir nossos conceitos, ideias e sentimentos. 

Trata-se de um processo de interação. Qualquer conjunto de signos ou sinais é considerado uma forma de linguagem.

Já a língua é um código verbal característico, ou seja, um conjunto de palavras e combinações específicas compartilhado por um determinado grupo.

Usando o exemplo da imagem acima, podemos considerar que existem vários tipos de linguagens gestuais. 

Quando fechamos a mão colocando o polegar para cima, por exemplo, pode significar que está tudo bem. 

Vale dizer, no entanto, que algumas pessoas que se comunicam por gestos acrescentam significados diferentes a esse tipo de linguagem corporal. É o caso dos indivíduos que se comunicam em Libras: Língua Brasileira de Sinais. 

Libras é considerada a língua natural das comunidades surdas e nela um gesto como esse do polegar, acrescido de contexto, complementa o ato comunicativo com mais detalhes.

Língua e Idioma

Para melhor entendimento do sentido de língua, podemos atrelar o conceito ao termo idioma. 

O idioma é um código criado para facilitar a construção e a transmissão de uma mensagem. A língua portuguesa, por exemplo, é o código verbal mais usado pelos brasileiros no ato comunicativo.

Necessidade de estruturar a língua

O ato comunicativo é essencialmente comprometido com a compreensão. Quando somos compreendidos por alguém, podemos afirmar que há comunicação, mas isso pode ocorrer de inúmeras formas, como por meio de um comportamento, do gestual, de um olhar e até mesmo por meio de palavras.

Mas para se comunicar de modo eficiente, não basta conhecer os vocábulos de um idioma, é preciso dominar as leis combinatórias que o regulamentam. O conjunto de normas que estabelece padrões de escrita e de fala de uma língua denominamos de gramática.

Tipos de linguagem e suas variações

A linguagem pode ser verbal, composta essencialmente por palavras, e não verbal, quando a interação acontece por meio de outros mecanismos que não a palavra escrita. 

Com a difusão da informática, surgiu também a linguagem digital, que usa combinações numéricas para construir sites, aplicativos e jogos on-line. 

É por meio da evolução da linguagem digital que podemos também armazenar, traduzir e transmitir informações usando computadores smartphones e outros meios eletrônicos.

A língua falada é um processo de linguagem verbal

As variações de uma língua/ idioma que oscilam social, regional, histórica e culturalmente são chamadas de variações linguísticas. 

A variedade da língua que dá maior prestígio social e é aplicada em livros, artigos científicos, jornais etc, assim como a única aceita em vestibulares e concursos, é a variedade padrão ou norma culta.
 


Por Katyucha de Oliveira
Brasil Escola 

Você sabe qual é a diferença entre língua e linguagem? Pois bem, esse é o assunto do nosso texto de hoje. Vamos lá?

A linguagem é o mecanismo que utilizamos para transmitir nossos conceitos, ideias e sentimentos. 

Trata-se de um processo de interação. Qualquer conjunto de signos ou sinais é considerado uma forma de linguagem.

Já a língua é um código verbal característico, ou seja, um conjunto de palavras e combinações específicas compartilhado por um determinado grupo.

Usando o exemplo da imagem acima, podemos considerar que existem vários tipos de linguagens gestuais. 

Quando fechamos a mão colocando o polegar para cima, por exemplo, pode significar que está tudo bem. 

Vale dizer, no entanto, que algumas pessoas que se comunicam por gestos acrescentam significados diferentes a esse tipo de linguagem corporal. É o caso dos indivíduos que se comunicam em Libras: Língua Brasileira de Sinais. 

Libras é considerada a língua natural das comunidades surdas e nela um gesto como esse do polegar, acrescido de contexto, complementa o ato comunicativo com mais detalhes.

Língua e Idioma

Para melhor entendimento do sentido de língua, podemos atrelar o conceito ao termo idioma. 

O idioma é um código criado para facilitar a construção e a transmissão de uma mensagem. A língua portuguesa, por exemplo, é o código verbal mais usado pelos brasileiros no ato comunicativo.

Necessidade de estruturar a língua

O ato comunicativo é essencialmente comprometido com a compreensão. Quando somos compreendidos por alguém, podemos afirmar que há comunicação, mas isso pode ocorrer de inúmeras formas, como por meio de um comportamento, do gestual, de um olhar e até mesmo por meio de palavras.

Mas para se comunicar de modo eficiente, não basta conhecer os vocábulos de um idioma, é preciso dominar as leis combinatórias que o regulamentam. O conjunto de normas que estabelece padrões de escrita e de fala de uma língua denominamos de gramática.

Tipos de linguagem e suas variações

A linguagem pode ser verbal, composta essencialmente por palavras, e não verbal, quando a interação acontece por meio de outros mecanismos que não a palavra escrita. 

Com a difusão da informática, surgiu também a linguagem digital, que usa combinações numéricas para construir sites, aplicativos e jogos on-line. 

É por meio da evolução da linguagem digital que podemos também armazenar, traduzir e transmitir informações usando computadores smartphones e outros meios eletrônicos.

A língua falada é um processo de linguagem verbal

As variações de uma língua/ idioma que oscilam social, regional, histórica e culturalmente são chamadas de variações linguísticas. 

A variedade da língua que dá maior prestígio social e é aplicada em livros, artigos científicos, jornais etc, assim como a única aceita em vestibulares e concursos, é a variedade padrão ou norma culta.
 

Conheça outras atividades

Saiba Mais