• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Oficina temática

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Coelha da Páscoa visita a Oficina

Hoje os alunos do Colégio Oficina do Estudante receberam uma visita muito especial. Uma simpática Coelha aproveitou os intervalos entre as aulas para brincar, se divertir e distribuir chocolates para todo mundo. Foi uma verdadeira festa. Dos pequenos do Ensino Fundamental até a turma do Curso Pré-Vestibular, todos puderam aproveitar.

A Páscoa acontece no próximo final de semana, mas o espírito da data já rondava o Colégio na forma da Coelha. E é lógico que ninguém ficou de fora dessa ação especialmente preparada para os nossos alunos. Nem eles e nem mesmo os professores resistiram.

Origem do Coelho da Páscoa

A tradição do Coelhinho da Páscoa foi trazida para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e o início do século xxVIII. No sul do Brasil, nas regiões bilíngues, o Coelhinho da Páscoa também é chamado de Osterhoos no dialeto Riograndenser Hunsrückisch, e Osterhase no Alemão padrão.

No Antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antigüidade consideravam o coelho como o símbolo da Lua, portanto, é possível que ele tenha se tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa. O certo é que os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução, e geram grandes ninhadas , e a Páscoa marca a ressurreição, vida nova, tanto entre os judeus quanto entre os cristãos.

Existe também a lenda de que uma mulher pobre coloriu alguns ovos de galinha e os escondeu, para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram os ovos, um coelho passou correndo. Espalhou-se, então, a história de que o coelho é que havia trazido os ovos.[4] Desde então as crianças sempre acreditaram no coelhinho da páscoa, a história que seus pais contavam para elas. O Coelhinho da Páscoa é a principal atração entre as crianças.


Hoje os alunos do Colégio Oficina do Estudante receberam uma visita muito especial. Uma simpática Coelha aproveitou os intervalos entre as aulas para brincar, se divertir e distribuir chocolates para todo mundo. Foi uma verdadeira festa. Dos pequenos do Ensino Fundamental até a turma do Curso Pré-Vestibular, todos puderam aproveitar.


A Páscoa acontece no próximo final de semana, mas o espírito da data já rondava o Colégio na forma da Coelha. E é lógico que ninguém ficou de fora dessa ação especialmente preparada para os nossos alunos. Nem eles e nem mesmo os professores resistiram.


Origem do Coelho da Páscoa

A tradição do Coelhinho da Páscoa foi trazida para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e o início do século xxVIII. No sul do Brasil, nas regiões bilíngues, o Coelhinho da Páscoa também é chamado de Osterhoos no dialeto Riograndenser Hunsrückisch, e Osterhase no Alemão padrão.

No Antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antigüidade consideravam o coelho como o símbolo da Lua, portanto, é possível que ele tenha se tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa. O certo é que os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução, e geram grandes ninhadas , e a Páscoa marca a ressurreição, vida nova, tanto entre os judeus quanto entre os cristãos.

Existe também a lenda de que uma mulher pobre coloriu alguns ovos de galinha e os escondeu, para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram os ovos, um coelho passou correndo. Espalhou-se, então, a história de que o coelho é que havia trazido os ovos.[4] Desde então as crianças sempre acreditaram no coelhinho da páscoa, a história que seus pais contavam para elas. O Coelhinho da Páscoa é a principal atração entre as crianças.

Veja outras atividades da Oficina Temática

Saiba Mais