• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Gramaticando

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Vocativo

20 de Agosto de 2019

Por: Só Português 

Imagem: Brasil Escola 

Vocativo é um termo que não possui relação sintática com outro termo da oração.

Não pertence, portanto, nem ao sujeito nem ao predicado. É o termo que serve para chamar, invocar ou interpelar um ouvinte real ou hipotético.

Por seu caráter, geralmente se relaciona à segunda pessoa do discurso. Veja os exemplos:

Não fale tão alto, Rita!
Rita: vocativo

Senhor presidente, queremos nossos direitos!
Senhor presidente: vocativo

A vida, minha amada, é feita de escolhas.
Minha amada: vocativo

Nessas orações, os termos destacados são vocativos: indicam e nomeiam o interlocutor a que se está dirigindo a palavra.

Obs.: o vocativo pode vir antecedido por interjeições de apelo, tais como ó, olá, eh!, etc.

Por exemplo:

Ó Cristo, iluminai-me em minhas decisões.
Olá professora, a senhora está muito elegante hoje!
Eh! Gente, temos que estudar mais.

Distinção entre vocativo e aposto

- O vocativo não mantém relação sintática com outro termo da oração.

Por exemplo:

Crianças, vamos entrar.
Crianças: vocativo

- O aposto mantém relação sintática com outro termo da oração.

Por exemplo:

A vida de Moisés, grande profeta, foi filmada.
Grande profeta: sujeito aposto


Por: Só Português 

Imagem: Brasil Escola 

Vocativo é um termo que não possui relação sintática com outro termo da oração.

Não pertence, portanto, nem ao sujeito nem ao predicado. É o termo que serve para chamar, invocar ou interpelar um ouvinte real ou hipotético.

Por seu caráter, geralmente se relaciona à segunda pessoa do discurso. Veja os exemplos:

Não fale tão alto, Rita!
Rita: vocativo

Senhor presidente, queremos nossos direitos!
Senhor presidente: vocativo

A vida, minha amada, é feita de escolhas.
Minha amada: vocativo

Nessas orações, os termos destacados são vocativos: indicam e nomeiam o interlocutor a que se está dirigindo a palavra.

Obs.: o vocativo pode vir antecedido por interjeições de apelo, tais como ó, olá, eh!, etc.

Por exemplo:

Ó Cristo, iluminai-me em minhas decisões.
Olá professora, a senhora está muito elegante hoje!
Eh! Gente, temos que estudar mais.

Distinção entre vocativo e aposto

- O vocativo não mantém relação sintática com outro termo da oração.

Por exemplo:

Crianças, vamos entrar.
Crianças: vocativo

- O aposto mantém relação sintática com outro termo da oração.

Por exemplo:

A vida de Moisés, grande profeta, foi filmada.
Grande profeta: sujeito aposto