• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Gramaticando

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Tempos verbais simples do modo indicativo

08 de Abril de 2019

Por Flávia Neves
conjugação.com.br

O modo indicativo é usado para transmitir um acontecimento certo e real. Através dos tempos verbais do modo indicativo, é possível expressar uma ação de forma precisa e segura.

O modo indicativo é um dos modos verbais, juntamente com o modo subjuntivo e o modo imperativo. Os modos verbais indicam a posição do emissor ou agente face a ação verbal:

Verbo andar: andam, andei, andava, andaremos, andaria,... 
Verbo usar: uso, usou, usava, usarão, usaríamos,... 
Verbo ser: sou, fomos, eram, serei, seríamos,...
Verbo ter: temos, tive, tinham, terão, terias,...
Verbo sair: sai, saí, saíamos, sairão, sairiam,...
Verbo ir: vão, fui, ia, irás, iriam,...

O modo indicativo apresenta seis tempos verbais simples:

1-) Presente do indicativo;
2-) Pretérito imperfeito do indicativo;
3-) Pretérito perfeito do indicativo;
4-) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo;
5-) Futuro do presente do indicativo;
6-) Futuro do pretérito do indicativo.

1-) Presente do indicativo: indica, principalmente, uma ação que ocorre no exato momento em que se narra a ação:
Eu vou agora ao supermercado.
Meu filho está no quarto.

2-) Pretérito imperfeito do indicativo: expressando continuidade e de duração no tempo, indica uma ação ocorrida no passado, mas que não foi completamente terminada:
Todos os dias eu ia para casa da minha avó depois da escola.
Quando era jovem, Marcelo nadava noventa piscinas.

3-) Pretérito perfeito do indicativo: indicar uma ação que ocorreu num determinado momento do passado:
Eu ganhei o concurso de ortografia da minha escola.
Helena foi ao cinema com Pedro.

4-) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo: tem um uso muito limitado, sendo usado para indicar uma ação que ocorreu antes de outra ação passada. É utilizado maioritariamente em exclamações:
Tomara que ele venha cedo.
Ai, quem dera!

5-) Futuro do presente do indicativo: indica uma ação que acontecerá num momento posterior ao discurso:
Eu irei ao salão de cabeleireiro amanhã.
Semana que vem meu filho fará dezoito anos.

6-) Futuro do pretérito do indicativo: indica uma ação que é consequente de outra, encontrando-se condicionada a ela. Refere-se assim a um fato que poderia ter acontecido posteriormente a uma situação passada:
Eu ficaria bem feliz se ele voltasse a ser meu amigo.
Eu faria esse favor se você tivesse pedido antes.

Sintetizando…
Presente do indicativo: Eu estudo muito.
Pretérito imperfeito do indicativo: Eu estudava muito.
Pretérito perfeito do indicativo: Eu estudei muito.
Pretérito mais-que-perfeito do indicativo: Eu estudara muito.
Futuro do presente do indicativo: Eu estudarei muito.
Futuro do pretérito do indicativo: Eu estudaria muito.

Por Flávia Neves
conjugação.com.br

O modo indicativo é usado para transmitir um acontecimento certo e real. Através dos tempos verbais do modo indicativo, é possível expressar uma ação de forma precisa e segura.

O modo indicativo é um dos modos verbais, juntamente com o modo subjuntivo e o modo imperativo. Os modos verbais indicam a posição do emissor ou agente face a ação verbal:

Verbo andar: andam, andei, andava, andaremos, andaria,... 
Verbo usar: uso, usou, usava, usarão, usaríamos,... 
Verbo ser: sou, fomos, eram, serei, seríamos,...
Verbo ter: temos, tive, tinham, terão, terias,...
Verbo sair: sai, saí, saíamos, sairão, sairiam,...
Verbo ir: vão, fui, ia, irás, iriam,...

O modo indicativo apresenta seis tempos verbais simples:

1-) Presente do indicativo;
2-) Pretérito imperfeito do indicativo;
3-) Pretérito perfeito do indicativo;
4-) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo;
5-) Futuro do presente do indicativo;
6-) Futuro do pretérito do indicativo.

1-) Presente do indicativo: indica, principalmente, uma ação que ocorre no exato momento em que se narra a ação:
Eu vou agora ao supermercado.
Meu filho está no quarto.

2-) Pretérito imperfeito do indicativo: expressando continuidade e de duração no tempo, indica uma ação ocorrida no passado, mas que não foi completamente terminada:
Todos os dias eu ia para casa da minha avó depois da escola.
Quando era jovem, Marcelo nadava noventa piscinas.

3-) Pretérito perfeito do indicativo: indicar uma ação que ocorreu num determinado momento do passado:
Eu ganhei o concurso de ortografia da minha escola.
Helena foi ao cinema com Pedro.

4-) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo: tem um uso muito limitado, sendo usado para indicar uma ação que ocorreu antes de outra ação passada. É utilizado maioritariamente em exclamações:
Tomara que ele venha cedo.
Ai, quem dera!

5-) Futuro do presente do indicativo: indica uma ação que acontecerá num momento posterior ao discurso:
Eu irei ao salão de cabeleireiro amanhã.
Semana que vem meu filho fará dezoito anos.

6-) Futuro do pretérito do indicativo: indica uma ação que é consequente de outra, encontrando-se condicionada a ela. Refere-se assim a um fato que poderia ter acontecido posteriormente a uma situação passada:
Eu ficaria bem feliz se ele voltasse a ser meu amigo.
Eu faria esse favor se você tivesse pedido antes.

Sintetizando…
Presente do indicativo: Eu estudo muito.
Pretérito imperfeito do indicativo: Eu estudava muito.
Pretérito perfeito do indicativo: Eu estudei muito.
Pretérito mais-que-perfeito do indicativo: Eu estudara muito.
Futuro do presente do indicativo: Eu estudarei muito.
Futuro do pretérito do indicativo: Eu estudaria muito.

Conheça outras atividades

Saiba Mais