• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Eventos

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Oficina ensina Kubrick aos vestibulandos

Alunos do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante tiveram a oportunidade de fazer um exercício diferente nesta segunda-feira, 1º de julho. Assistiram ao filme “O Iluminado”, de Stanley Kubrick (1928 - 1999) e fizeram uma leitura elaborada desse tipo de texto que não é só verbal. 

“Quando você pega um blockbuster, um filme do circuito comercial, nem sempre as camadas de leitura que se pode fazer são sofisticadas. Isso porque esses filmes são de leituras fáceis para um público dócil”, afirma o professor Marcelo Pavani, diretor do cursinho. 

Já com um filme cult, “os alunos podem ganhar um repertório cultural diferente, que os permita reflexões menos triviais”. 

O intuito de Pavani não é mostrar apenas um longa. É fazer um ciclo com vários diretores. Fazer com que os estudantes mergulhem um pouco mais fundo na obra de cineastas. 

E Kubrick é só o primeiro deles. Virão ciclos de outros diretores. 

“A gente vai fazer este percurso: começar com “O Iluminado”, que é um filme um pouco mais perto do que seria comercial, e terminar com “2001: Uma Odisseia no Espaço”, que é um filme de leitura um pouco mais difícil”, declara o professor. 

Além de ter uma digestão mais fácil, “O Iluminado” foi escolhido como pioneiro - também - por ser uma adaptação do livro homônimo de Stephen King (escritor de suspense e de ficção científica, que já pertence ao repertório dos adolescentes).  

 
 


Alunos do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante tiveram a oportunidade de fazer um exercício diferente nesta segunda-feira, 1º de julho. Assistiram ao filme “O Iluminado”, de Stanley Kubrick (1928 - 1999) e fizeram uma leitura elaborada desse tipo de texto que não é só verbal. 

“Quando você pega um blockbuster, um filme do circuito comercial, nem sempre as camadas de leitura que se pode fazer são sofisticadas. Isso porque esses filmes são de leituras fáceis para um público dócil”, afirma o professor Marcelo Pavani, diretor do cursinho. 

Já com um filme cult, “os alunos podem ganhar um repertório cultural diferente, que os permita reflexões menos triviais”. 

O intuito de Pavani não é mostrar apenas um longa. É fazer um ciclo com vários diretores. Fazer com que os estudantes mergulhem um pouco mais fundo na obra de cineastas. 

E Kubrick é só o primeiro deles. Virão ciclos de outros diretores. 

“A gente vai fazer este percurso: começar com “O Iluminado”, que é um filme um pouco mais perto do que seria comercial, e terminar com “2001: Uma Odisseia no Espaço”, que é um filme de leitura um pouco mais difícil”, declara o professor. 

Além de ter uma digestão mais fácil, “O Iluminado” foi escolhido como pioneiro - também - por ser uma adaptação do livro homônimo de Stephen King (escritor de suspense e de ficção científica, que já pertence ao repertório dos adolescentes).