• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Gramaticando

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Pronomes

29 de Abril de 2019

Por Blog do Gramaticando

Vamos falar, agora, dos pronomes.

Mais simples do que entender a definição é entender quem eles são.

Portanto, vamos logo para a classificação.

Pronomes Possessivos

Quem são?
Resposta: meu, meus, minha, minhas, teu, teus, tua, tuas, seu, seus, sua, suas, nosso, nossos, nossa, nossas, vosso, vossos, vossa, vossas, dele, deles, dela, delas.

Portanto, os pronomes possessivos, como o nome diz, são essas palavrinhas que a gente usa para indicar posse.

Exemplo: A Kombi é minha! Não é tua, nem dele, nem dela, nem do Geraldo!

Pronomes Demonstrativos

Quem são?
Resposta: este, estes, esse, esses, esta, estas, essa, essas, isto, isso, aquele, aqueles, aquela, aquelas, aquilo.

Os pronomes demonstrativos "apontam" para alguma direção, ou seja: se referem a uma pessoa do discurso ou a algo. Se está longe, usamos "aquele", por exemplo. Se estiver perto de quem fala, a gente usa o "este".

Exemplo: Aquele cara é meu professor de matemática. O nome dele é Piruegas de Bederagas da Silva. 

Pronomes Relativos

Quem são?
Resposta: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos, cujas, quanto, quanta, quantos, quantas, que, quem.

Esse pronomes servem para substituir algo que foi dito antes na oração, retomando-os.

Observe o exemplo:
Eu conheço o cachorro. 
O cachorro foi engolido pelo banco do carro. 

Veja que eu repito "cachorro" sem necessidade e isso é chato. Graças aos pronomes, nós podemos evitar a repetição desnecessária de palavras. Veja:

Eu conheço o cachorro que foi engolido pelo banco do carro. 

O "que" é o pronome relativo mais usado. Portanto, ele é chamado de "pronome relativo universal". Vejamos outros exemplos:

O cantor que acabou de se apresentar é péssimo ("O cantor se apresentou" + "o cantor é péssimo")

Pronomes Pessoais 

Quem são?
Resposta: São aqueles que fazem referência às pessoas do discurso (eu, tu, ele ou ela, nós (plural do "eu"), vós (plural do "tu"), eles ou elas)

Podem ser de dois tipos: caso reto e caso oblíquo.

Pronomes pessoais do caso reto: na sintaxe, cumprem o papel de sujeito da oração. São eles: eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas. Simples, não? Eles são os responsáveis pela ação verbal (sujeito da oração). Exemplo: Eu queria um Grill, mas ela queria um ferro novo. 

Pronomes pessoais do caso oblíquo: na sintaxe, servem de complemento. São eles: me, te, se, lhe, lhes, nos, vos, se, si, o, a, os, as. Exemplo: Desculpe-me. Não queria te prejudicar. Vou lhe dizer o que fazer. 

Pronomes de Tratamento

Quem são?
São aqueles usados para se referir, de um modo respeitoso, a alguém: vossa majestade (reis e imperadores), vossa senhoria (funcionários graduados), vossa excelência (altas autoridades), vossa santidade (papa), vossa alteza (príncipes e duques).

Exemplo: Oh,Vossa Majestade! Referenciada em todo o império! Com todo o respeito, digo-te: vais te catar!

Vossa X Sua 

Se usa "vossa" para se falar diretamente com a autoridade e "sua" quando se fala sobre a autoridade para outra pessoa.

Vossa Majestade: vais te catar! Estou de saco cheio! (estou falando diretamente com imperador).

Eu disse a Sua Majestade para que se catasse (estou falando com outra pessoa sobre o imperador)

Você 

O termo "você" também é pronome de tratamento, enquanto o "tu" é pronome pessoal (do caso reto).

Pronomes Interrogativos 

Quem são?
Resposta: que, quem, qual, quais, quanto, quantos, quanta, quantas. São usados para formular perguntas. Lembre que nem toda pergunta precisa de ponto de interrogação: as perguntas indiretas não usam ponto de interrogação.

Exemplo: Diga qual cachorro você quer adotar (pergunta indireta)
Qual cachorro você quer adotar? (pergunta direta) 

Pronomes Indefinidos 

Quem são?
São aqueles que se referem a um termo sem indicar, exatamente, a quantidade, sendo vago e indeterminado. Alguém, em algum lugar, comprou alguma coisa para ninguém, outra coisa para todos e não fez nada depois. 

São eles:

Variáveis: Algum, alguma, alguns, algumas, nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas, todo, toda, todos, todas, outro, outra, outros, outras, muito, muita, muitos, muitas, pouco, pouca, poucos, poucas, certo, certa, certos, certas, vário, vária, vários, várias, quanto, quanta, quantos, quantas , tanto, tanta, tantos, tantas, qualquer, quaisquer, qual, quais, um, uma, uns, umas.

Invariáveis: algo, tudo, nada  (referem-se a coisas), quem, alguém, ninguém, outrem (referem-se a pessoas), cada, que (referem-se a coisas e a pessoas)


Por Blog do Gramaticando

Vamos falar, agora, dos pronomes.

Mais simples do que entender a definição é entender quem eles são.

Portanto, vamos logo para a classificação.

Pronomes Possessivos

Quem são?
Resposta: meu, meus, minha, minhas, teu, teus, tua, tuas, seu, seus, sua, suas, nosso, nossos, nossa, nossas, vosso, vossos, vossa, vossas, dele, deles, dela, delas.

Portanto, os pronomes possessivos, como o nome diz, são essas palavrinhas que a gente usa para indicar posse.

Exemplo: A Kombi é minha! Não é tua, nem dele, nem dela, nem do Geraldo!

Pronomes Demonstrativos

Quem são?
Resposta: este, estes, esse, esses, esta, estas, essa, essas, isto, isso, aquele, aqueles, aquela, aquelas, aquilo.

Os pronomes demonstrativos "apontam" para alguma direção, ou seja: se referem a uma pessoa do discurso ou a algo. Se está longe, usamos "aquele", por exemplo. Se estiver perto de quem fala, a gente usa o "este".

Exemplo: Aquele cara é meu professor de matemática. O nome dele é Piruegas de Bederagas da Silva. 

Pronomes Relativos

Quem são?
Resposta: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos, cujas, quanto, quanta, quantos, quantas, que, quem.

Esse pronomes servem para substituir algo que foi dito antes na oração, retomando-os.

Observe o exemplo:
Eu conheço o cachorro. 
O cachorro foi engolido pelo banco do carro. 

Veja que eu repito "cachorro" sem necessidade e isso é chato. Graças aos pronomes, nós podemos evitar a repetição desnecessária de palavras. Veja:

Eu conheço o cachorro que foi engolido pelo banco do carro. 

O "que" é o pronome relativo mais usado. Portanto, ele é chamado de "pronome relativo universal". Vejamos outros exemplos:

O cantor que acabou de se apresentar é péssimo ("O cantor se apresentou" + "o cantor é péssimo")

Pronomes Pessoais 

Quem são?
Resposta: São aqueles que fazem referência às pessoas do discurso (eu, tu, ele ou ela, nós (plural do "eu"), vós (plural do "tu"), eles ou elas)

Podem ser de dois tipos: caso reto e caso oblíquo.

Pronomes pessoais do caso reto: na sintaxe, cumprem o papel de sujeito da oração. São eles: eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas. Simples, não? Eles são os responsáveis pela ação verbal (sujeito da oração). Exemplo: Eu queria um Grill, mas ela queria um ferro novo. 

Pronomes pessoais do caso oblíquo: na sintaxe, servem de complemento. São eles: me, te, se, lhe, lhes, nos, vos, se, si, o, a, os, as. Exemplo: Desculpe-me. Não queria te prejudicar. Vou lhe dizer o que fazer. 

Pronomes de Tratamento

Quem são?
São aqueles usados para se referir, de um modo respeitoso, a alguém: vossa majestade (reis e imperadores), vossa senhoria (funcionários graduados), vossa excelência (altas autoridades), vossa santidade (papa), vossa alteza (príncipes e duques).

Exemplo: Oh,Vossa Majestade! Referenciada em todo o império! Com todo o respeito, digo-te: vais te catar!

Vossa X Sua 

Se usa "vossa" para se falar diretamente com a autoridade e "sua" quando se fala sobre a autoridade para outra pessoa.

Vossa Majestade: vais te catar! Estou de saco cheio! (estou falando diretamente com imperador).

Eu disse a Sua Majestade para que se catasse (estou falando com outra pessoa sobre o imperador)

Você 

O termo "você" também é pronome de tratamento, enquanto o "tu" é pronome pessoal (do caso reto).

Pronomes Interrogativos 

Quem são?
Resposta: que, quem, qual, quais, quanto, quantos, quanta, quantas. São usados para formular perguntas. Lembre que nem toda pergunta precisa de ponto de interrogação: as perguntas indiretas não usam ponto de interrogação.

Exemplo: Diga qual cachorro você quer adotar (pergunta indireta)
Qual cachorro você quer adotar? (pergunta direta) 

Pronomes Indefinidos 

Quem são?
São aqueles que se referem a um termo sem indicar, exatamente, a quantidade, sendo vago e indeterminado. Alguém, em algum lugar, comprou alguma coisa para ninguém, outra coisa para todos e não fez nada depois. 

São eles:

Variáveis: Algum, alguma, alguns, algumas, nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas, todo, toda, todos, todas, outro, outra, outros, outras, muito, muita, muitos, muitas, pouco, pouca, poucos, poucas, certo, certa, certos, certas, vário, vária, vários, várias, quanto, quanta, quantos, quantas , tanto, tanta, tantos, tantas, qualquer, quaisquer, qual, quais, um, uma, uns, umas.

Invariáveis: algo, tudo, nada  (referem-se a coisas), quem, alguém, ninguém, outrem (referem-se a pessoas), cada, que (referem-se a coisas e a pessoas)

Conheça outras atividades

Saiba Mais