• banner bolsa de estudo
  • banner aprovação medicina
  • banner aprovados unicamp
  • banner aprovados

Eventos

  • Compartilhar
  • Oficina do Estudante no Facebook
  • Oficina do Estudante no Twitter
  • Imprimir Imprimir

Oficina promove curso de História da Arte

O Curso e Colégio Oficina do Estudante, de Campinas, promoverá um curso de história da arte para os alunos do cursinho e do 3º ano do Ensino Médio da escola.

Poderá participar - ainda - público externo interessado.

O intuito é cobrir a demanda dos atuais vestibulares.

“Quando a gente olha para os vestibulares hoje, cada vez mais é demandado do aluno uma relação com obras de arte, seja pra falar do contexto histórico, seja pra falar de uma interdisciplinaridade com a literatura, com a língua, com o inglês”, afirma o professor Marcelo Pavani, diretor do Curso Pré-Vestibular da Oficina.  

“O contato do aluno com as obras de arte têm sido muito frequente em todas as provas. E, pensando nisso, a gente sentiu a necessidade de fazer um trabalho pra ensiná-lo a ler isso”, acrescenta o docente.  

O curso visa ainda à expansão de repertório dos estudantes, bem como das funções sociais e do exercício crítico.

O CURSO

Será ministrado pela equipe de professores da Paleta Cultural - Maurício Soares Filho, Raphael Tim, Renan Simões -, em quatro aulas expositivas e em duas imersões em campo (visitas culturais a São Paulo).

Será realizado em módulos, podendo o interessado aderir a uma ou mais partes.

O primeiro encontro será no domingo (14 de março), constituindo a primeira visita de campo.

Haverá caminhada educacional, com a equipe Expressão Urbana, no centro histórico paulista; ida a uma peça de teatro, a ser definida; e visita à exposição “Claudia Andujar: a luta Yanomami”, no Instituto Moreira Salles (IMS).  

“Qual é a função política de uma manifestação artística? A gente tá falando aqui, por exemplo, de Yanomami, em um momento em que há uma pressão cada vez maior pela preservação de áreas indígenas, pela manutenção da cultura desse povo”, declara o professor.

“Como é que a arte pode dialogar com esses problemas, que são tão contemporâneos? E que tipo de reflexão que uma manifestação artística, como a fotografia, pode provocar nos alunos?”, questiona.

Após esse dia cultural, o curso continua com aulas nas salas da Oficina do Estudante.

Nos quatro encontros presenciais em Campinas, os alunos terão contato com um recorte cronológico e temático, em que se abordarão os principais períodos da História da Arte, os diálogos possíveis entre artistas de diferentes épocas e principalmente as Ideias de longa duração que influenciaram e ainda moldam a produção artística brasileira e mundial.

Interessados devem se inscrever na coordenação do cursinho.


O Curso e Colégio Oficina do Estudante, de Campinas, promoverá um curso de história da arte para os alunos do cursinho e do 3º ano do Ensino Médio da escola.

Poderá participar - ainda - público externo interessado.

O intuito é cobrir a demanda dos atuais vestibulares.

“Quando a gente olha para os vestibulares hoje, cada vez mais é demandado do aluno uma relação com obras de arte, seja pra falar do contexto histórico, seja pra falar de uma interdisciplinaridade com a literatura, com a língua, com o inglês”, afirma o professor Marcelo Pavani, diretor do Curso Pré-Vestibular da Oficina.  

“O contato do aluno com as obras de arte têm sido muito frequente em todas as provas. E, pensando nisso, a gente sentiu a necessidade de fazer um trabalho pra ensiná-lo a ler isso”, acrescenta o docente.  

O curso visa ainda à expansão de repertório dos estudantes, bem como das funções sociais e do exercício crítico.

O CURSO

Será ministrado pela equipe de professores da Paleta Cultural - Maurício Soares Filho, Raphael Tim, Renan Simões -, em quatro aulas expositivas e em duas imersões em campo (visitas culturais a São Paulo).

Será realizado em módulos, podendo o interessado aderir a uma ou mais partes.

O primeiro encontro será no domingo (14 de março), constituindo a primeira visita de campo.

Haverá caminhada educacional, com a equipe Expressão Urbana, no centro histórico paulista; ida a uma peça de teatro, a ser definida; e visita à exposição “Claudia Andujar: a luta Yanomami”, no Instituto Moreira Salles (IMS).  

“Qual é a função política de uma manifestação artística? A gente tá falando aqui, por exemplo, de Yanomami, em um momento em que há uma pressão cada vez maior pela preservação de áreas indígenas, pela manutenção da cultura desse povo”, declara o professor.

“Como é que a arte pode dialogar com esses problemas, que são tão contemporâneos? E que tipo de reflexão que uma manifestação artística, como a fotografia, pode provocar nos alunos?”, questiona.

Após esse dia cultural, o curso continua com aulas nas salas da Oficina do Estudante.

Nos quatro encontros presenciais em Campinas, os alunos terão contato com um recorte cronológico e temático, em que se abordarão os principais períodos da História da Arte, os diálogos possíveis entre artistas de diferentes épocas e principalmente as Ideias de longa duração que influenciaram e ainda moldam a produção artística brasileira e mundial.

Interessados devem se inscrever na coordenação do cursinho.